21 dezembro, 2008

Os que não gostam de Chaves, que sumam daqui!

Conheço muita gente que não suporta o humor inocente e infantil do Chaves. De duas, uma: ou quem não gosta não teve infância ou quer passar uma imagem de pessoa "cult" que prefere assistir Jornal Nacional e ler Veja.

Então pra essas pessoas que não gostam de Chaves, o que vem a seguir é lixo. Mas tenho certeza: este foi o melhor vídeo que já vi durante este ano todo. Quem não gostar, que morra, grato(tm Morróida).


14 dezembro, 2008

Sites antigos que ninguém mais lembra

Começo esse post com uma pergunta: quando você começou a ter acesso a internet? Pra alguns esta é uma pergunta difícil. Mesmo assim, por puro sadismo curiosidade, perguntei pra alguns amigos e conhecidos.

Tive respostas desde “Não lembro” até “Putz, foi em 1996, novembro, dia 10, uma terça-feira às 8h45”. Sim, quem me respondeu assim ou memorizou por ser um momento marcante em sua vida ou me zoou completamente.

Eu lembro que a primeira vez que acessei a internet, foi na minha escolinha de informática, a Futurekids. Deve ter sido por volta de 96/97, na época, eu deveria ter entre 9 e 10 anos. Ela foi a “culpada” por eu ter me tornado o geek que sou hoje.

Mas agradeço todos os dias pela alma caridosa (“Tia” Zeneide!) que teve a sapiência de abrir uma franquia da escola aqui em Campo Grande na época e por meus pais me terem matriculado nela. =þ

Qualquer dia escrevo um post relatando a minha conversão para o “Geekísmo” durante a infância. Não me arrependo nem um pouco.

Voltando pro post, a internet no Brasil chegou por volta do ano de 1987. Coincidência ou não, foi o ano que eu nasci. Inicialmente, só instituições de pesquisa e ensino tinham acesso a rede. Conectavam-se a outras instituições estrangeiras dos EUA via redes da Embratel. A partir disso, a rede nacional veio evoluindo, devido a uma grande necessidade de inter-conexão entre as universidades nacionais.

Foram criados os backbones nacionais, a RNP(Rede nacional de ensino e pesquisa) que fornecia conectividade IP em termos comerciais extremamente competitivos em todos os estados do país e uma reestruturação completa da infra-estrutura necessária para suportar o crescimento da internet no país.

Desde então, a internet foi aberta para uso comercial em 1995 e só cresceu: se popularizou e se tornou o principal meio de comunicação. Por isso, selecionei os principais sites acessados desde 1996(que foi quando realmente a coisa engrenou) e vou colocar aqui.

Quem tem mais de 21 anos ou começou a acessar a internet a partir de 1996 se sentirá velho depois dessa lista. Fortes emoções à seguir. Para qualquer eventualidade, deixe o telefone ao seu lado para ligar ao SAMU ou bombeiros, em caso de ataque fulminante de nostalgíste aguda.

Buscadores

Cadê? – 1996

Atire a primeira pedra quem NUNCA buscou algo no Cadê? ! Na época, era o ÚNICO buscador que retornava um número considerável de sites brasileiros ou escritos em português. Como todos os outros, utilizava um sistema onde o próprio dono do site precisava adicionar sua URL. Teve o auge do seu uso entre 96 e 99.

Altavista – 1996

Um dos mais utilizados no exterior, junto com o Yahoo!. Muitos brasileiros também o utilizavam, quando não achavam o que queriam em outros buscadores. Eu pessoalmente nunca usei.

Yahoo! - 1996

O famoso. Durante seu auge, foi o “Google” da sua época. Tinha um banco de dados enorme. Também funcionava como um portal, onde centralizava todo tipo de informação. Possuía registros de páginas brasucas, porém menos que o Cadê.

Lycos – 1996

Também era muito influente no exterior. A partir de 1998, começou a oferecer hospedagem de páginas pessoais gratuitamente. Lembro que visitava muitas páginas hospedadas no Lycos pra baixar emuladores e roms de videogame, além de mapas e outros add-ons pra Duke Nukem 3D, Doom, etc.

Google – 1998

A versão inicial do buscador que viria a se tornar uma das empresas mais influentes do mundo moderno e que ainda irá dominar o mundo.

Serviços

Xoom – 1996

Um dos mais famosos e usados serviços de hospedagem de páginas pessoais da internet! Essa época era boa! Montar uma página escrevendo HTML na mão ou usando um daqueles editoreszinhos que ajudavam a codificar(coffecup, frontpage, etc). Eu já tive um site lá, mas realmente não lembro qual era a url. É, a idade vai chegando, memória falhando...

Geocities – 1996

Outro site famoso por oferecer hospedagem gratuita pra quem se inscrever. Eu também já tive um site lá, mas, novamente, esqueci a URL. Mas nesse caso, é porque era difícil de lembrar mesmo. Exemplo? www.geocities.com/Heartland/Flats/7676/

Starmedia – 1997

Inicialmente era um portal com conteúdo para sites latinos. Oferecia email grátis e coisa e tal. Tive um email lá. Mas nada muito interessante tinha a oferecer e acabou caindo no esquecimento(pelo menos pra mim).

Uol – 1996

O provedor primogênito da internet brasileira: Universo Online! Um dos provedores mais conhecidos e utilizados nestas terras tupiniquins. Na época, era um dos sites brasucas que mais tinha conteúdo escrito em português. Alguém aí ainda lembra da época de crise que o Uol mandava cds com kits de instalação via mala-direta pelo correio? =P

Zaz – 1997

Provedor concorrente do Uol, antes de ser comprado pelo Terra e melhorar(e muito) o conteúdo, design e qualidade dos serviços prestados.

Zipmail – 1998

Hahaha! Alguém das antigas aí tinha um Zipmail? Quem não tinha, conhecia alguém que tinha. ;)

Menção especial

ICQ – 1996

Site oficial do primogênito dos mensageiros instantâneos! O mais utilizado, mais eficiente, mais completo e melhor MI existente até os dias de hoje! Não, não sou fanboy. Só acho injusta a massiva campanha de marketing feita pela Microsoft aqui no Brasil para uso do MSN. Por isso faço a minha campanha pró-ICQ neste espaço pessoal que tenho. =)

Apesar disso, no exterior, ele é o mensageiro mais utilizado.

Bom, aqui acaba minha seleção dos sites que marcaram a época do inicio da web, o acesso comercial a internet. Pelo menos um site desses você acabou acessando, se pegou essa época. Se sente velho? Tem um aperto no peito? Esta sofrendo de nostalgíste aguda? Eu avisei.

Só tenho um único medo. Mas é MEDO mesmo. Daqui alguns anos, esses filhos da “inclusão digital” lembrarem do tempo que perdiam no quão inútil era o Orkut e fizerem algum texto sobre isso. ;)

---

Agradecimento ao Rub0nes, Platy e RMA por me ajudarem a lembrar desses sites que marcaram época. ;)

Imagens dos sites antigos retirados do Internet Archive.

11 dezembro, 2008

Blog de cara nova!

Demorou, mas finalmente atualizei o layout do blog! Ficou melhor? Pior? Mesma tranqueira de sempre? Postem suas furiosas opiniões nos comentários. Mas já vou adiantando: eu gostei. E vai ficar assim até eu enjoar ou alguma força maior me obrigar. :þ

Para este post não ficar sem nada interessante além deste óbvio aviso, eu vi o trailer do novo filme do exterminador do futuro. Uma palavra: OMFG. Pros atrasados que ainda não viram, está aqui.

E não percam crianças, na próxima semana, post novo pra vocês.

22 novembro, 2008

Descobri porque o trânsito está piorando(em qualidade e quantidade)

Antes de começar, queria dizer que diminui a freqüência dos posts por estar em final de semestre. Isso significa mais(ou seria menos?) tempo pra estudar para provas e fazer trabalhos e menos(agora sim é menos) tempo pra ficar vadiando no PC e internets. Portanto, como de agora pro final do ano vão diminuir as provas, vou voltar a postar mais freqüentemente.

Uma das coisas que fiquei pensando ultimamente, nos momentos em que fico em standby, é porque todo mundo hoje em dia reclama do trânsito. O trânsito está mais violento, o trânsito está mais pesado, o trânsito isso e o trânsito aquilo. Parei e pensei pra ver se chegava a alguma conclusão e definitiva sobre isso.

Não é nenhuma tese de mestrado ou coisa parecida, mas são fatos e situações que, ligando os pontinhos, tem relação entre si e fazem sentido. Ah, se algum(a) pós-graduando(a) se basear no meu texto pra alguma tese, fique a vontade! Só peço um link nas referencias bibliográficas. ;þ

Pois bem. Começando: voltemos há alguns anos atrás, coisa da época que seus avós(ou pais dos seus avós) eram vivos. Algo de 100 anos atrás. “Nooossa, tudo isso?”, não, não é tudo isso. Meus pais tem aproximadamente 50 anos. Eu tenho 21. Basicamente eles estão vivos há meio século e eu estou vivo aproximadamente a ¼ de século. Meus avós estão com ~80 anos, bem próximo de 1 século de existência. Ou seja: de 2 a 3 gerações temos 1 século. Pode parecer muito, mas não é. Calma, já já vou chegar onde eu quero. ;)

Nessa época, há 100 anos, eles viviam onde? Provavelmente em alguma cidade “pequena”. Como exemplo, minha avó, que nasceu em 1933, viveu em São Paulo(capital) ate por volta de 1955. Na década de 30, São Paulo tinha aproximadamente 950 mil habitantes, uma cidade de “médio” porte. Em 1950, foram registrados 2,1 milhões! Vê o crescimento explosivo?


Entre 1870 e 1980, é exponencial. Ou não.


Isso se deve a invasão imigração de hordas pessoas na cidade. Aqui onde eu moro, em Campo Grande, o mesmo efeito começa a acontecer. Em menor escala, sem dúvida, mas já começou. No inicio da década de 90, a cidade tinha por volta de 526 mil habitantes. Este ano, a estimativa é de 747 mil. Crescimento de 220 mil.

“Tá, mas o que tudo isso tem a ver?” Se você ainda não entendeu, densidade é a causa de tudo. Muitas pessoas geram uma alto deslocamento pendulário de trabalhadores, indo e vindo, de e pára, suas casas e trabalho. O grande volume de carros, muitas vezes com somente 1 pessoa, entope as vias das cidades, em um ineficiente, porém confortável, meio de transporte.

“Então o problema é a quantidade de pessoas.” Errado. Não é só esse motivo. Outro motivo são os hábitos e a cultura que as pessoas têm. Uma cidade que inicialmente era rural, as pessoas eram limitadas em seu meio de transporte. Ou usavam uma bicicleta, ou iam a pé, ou usavam um carro.

É óbvio notar que, das 3 opções, o carro(apesar de mais caro e novidade tecnológica da época) era mais confortável e eficiente: não se sujava os pés e roupas com o barro da estrada, se chegava mais rápido ao destino e se transportava mais gente junta, como família ou vizinhos. Sem contar o valor “OMG” emocional de se possuir um possante de 0,5 cavalo.


Tecnologia de ponta


Porém, a cidade foi crescendo. A cidade rural, de ruas de barro, passou a ter asfalto. As pessoas, gostaram da novidade do “piso liso” e continuaram a usar seu meio “eficiente” de transporte. Mais pessoas se mudaram pra cidade, vindas pelo “progresso”. Mas com suas mentalidades “rurais” ainda presentes. Todas usando carros para se locomover.

Chega um momento que todos usam carros, porque desde cedo foram acostumados assim. Uma propaganda altamente influenciadora, tornaram a situação de “ter um carro” como sendo algo integrante a uma família.

E o que fazer para se locomover? Uma cidade pequena, rural, não possui transporte público. Não possui ônibus. Trens? Trens eram só pra viagens longas e carga. Asfalto? Algumas têm, mas a maioria não. Isso justifica o uso de carros. Mas nos atuais centros urbanos esses motivos perdem um pouco a razão com a existência de metrô e ônibus.

Depois da lavagem cerebral que usa a falsa idéia de que um carro é sinal de status, superioridade, ninguém percebe que carros degradam a vida nas cidades. Ensurdecem as pessoas. São armas em potencial, quando não usados prudentemente.

Carros isolam o contato humano. Atire a primeira pedra quem, dentro de um carro parado no sinal, nunca desviou o olhar, assustado, quando alguém do carro do lado retribuiu o olhar?

Sem contar a síndrome de “eu sou o máximo” de quem está dentro de um carro: motoristas parados no sinal ameaçam, por puro sadismo, pedestres que atravessam a faixa, ou motoristas que não respeitam uma bicicleta, um meio de transporte mais frágil, ou melhor: mais barato(e saudável).

O trânsito aqui em Campo Grande não é diferente dos outros centros urbanos: péssimo. Seta é enfeite pro natal. Quanto maior o carro, mais “prioridade” os outros veículos dão(malditas caminhonetes). Motoqueiros acham que são ases, bêses e cêses do guidão. Limite de velocidade não existe: ou é quase parando ou quase derretendo a lataria com o atrito do ar.

Resumindo: falta cultura. Falta educação. Falta berço por parte de todos os que tem mente pequena e acham que estar dentro de um carro é ser inatingível.

Eu assumo: eu dirijo carro. Eu contribuo para o trânsito. Aqui em casa é 1 carro somente. Se fossem 2, usaria somente 1, como sempre. Funciona como os Jetsons: todo mundo sobe no carro de manhã, e eu saio deixando cada um em seus respectivos lugares e vou pra faculdade, seguindo um caminho eficiente, sem fazer voltas e aproveitando a melhor topografia possível. Depois faço o caminho de volta. Acredito que nem todos a maioria das pessoas não faz isso.

Por isso sou simpatizante do movimento de bicicletadas. Quando terminar a faculdade e arranjar um emprego, aqui em Campo Grande ou em qualquer cidade que esteja morando, vou utilizar a bicicleta como meio de transporte. Ir a pé ou ônibus/metro também está em meus planos. Além de fazer um exercício, será menos um carro nas ruas e economia no final do mês.

18 novembro, 2008

AEUHAEUEAHEAUEAHAEUHEAU

UAEHAEUHAEUEAHEAUHEAUEHEAUHUEAHEAUHEAUEAHEAU

EAUHAEUEHEAUHAEUEAHEAUEAHUEA

05 novembro, 2008

Feliz aniversário pra eu!



10101 anos de vida hoje!
(Não, não sou parente de Matuzalém, o número tá em binário)

Outros legais escorpiões blogueiros que fazem aniversário junto comigo? Que eu conheça, tem o Kid e a Mirian!

Parabéns pra nóe! BD
Bem como o Kid disse: "Quem mais aqui é filho do carnaval?"

14 outubro, 2008

Data do final do mundo: 9 de dezembro de 2010

Antes que algum paranóico reclame aos quatro ventos, não, não será em 2012. Adianto também aos habitantes de Varginha, Minas Gerais, que seus velhos conhecidos cabeçudos extra-terrestres não irão nos visitar hoje. Ninguém na tevê falou sobre isso, portanto eu não acredito[/ironia].

O fim do mundo está marcado para o dia 9 de dezembro de 2010. Empresas entrarão em colapso, redes de telecomunicações não mais funcionarão, algumas pessoas se suicidarão ao ver que nada mais passará a fazer sentido depois que o Orkut não funcionar mais, etc.

Mas o que de tão terrível está para acontecer em 2010? Algo que nunca na história desse país nunca se imaginou que poderia ocorrer: esgotamento de endereços IP.

Vê a "bomba relógio" acima? Restam pouco mais de 555 milhões e 700 mil endereços IPv4 disponíveis. Isso é uma estimativa baseada em taxas reais de alocações de endereços IP ao redor do globo. Parece muito? Daqui dois anos, segundo a previsão, todos eles se esgotam. Nenhuma conexão nova com a rede mundial de computadores poderá ser feita.

Sentiu o drama?

Com a crescente leva de aparelhos que se conectam ininterruptamente com a internet, como modens de banda-larga, aparelhos celulares, câmeras IP e mais um monte de bugigangas(sem contar servidores de hospedagem, instituições de ensino, bancos, telecomunicações, etc) o número de endereços IPv4 disponíveis está se tornando mais e mais escasso a cada dia que passa.

Com aproximadamente 4 bilhões de endereços possíveis na época que o protocolo IP foi pensado, imaginou-se que isso fosse o suficiente e até extrapolasse as necessidades reais. Porém com a explosão comercial da internet, esse número é insuficiente.

Com base nesse problema principal, lançaram o IPv6, a sexta versão e sucessora do IPv4, que pode endereçar mais de dez bilhões de bilhões de bilhões(!!!!) de vezes mais endereços que o IPv4 suportou. Acha que estou mentindo? Só pegar um lápis e fazer uma continha: 2^128 endereços do IPv6 contra 2^32 endereços do IPv4. Ah, desistiu? :)

Só pra uma ordem de escala: com esse número de endereços do IPv6, cada grau de areia da Terra poderia ter seu IP próprio.

Poisé. Apesar dessa e outras vantagens, a troca e adoção do IPv6 em detrimento do IPv4 não está sendo eficientemente utilizada. Motivo? Custos de implantação e conversão de redes, entre outros.

Apesar desses entraves, a mudança é necessaria e já possui um cronograma para organizar as etapas de implementação, transição e descarte do IPv4. Aguardamos que todas elas sejam seguidas, porque se metade dos brasileiros não conseguirem acessar o Orkut, o país pára. ;)

09 outubro, 2008

"Eleição foi fraudada"

Cada dia que passa, vejo como os scammers vão ficando cada vez mais profissionais em sua tentativa de conseguir roubar dados sigilosos de pessoas aleatórias que não tem o bom senso devidamente desenvolvido.

Acabei de receber um suposto email do Tribunal Superior Eleitoral. O assunto da mensagem era "Eleição foi fraudada". Abrindo o mesmo, me deparo com o seguinte conteúdo:



Minha primeira reação foi de "Wow! Finalmente fizeram um visual bonitinho para um email ordinário cujo o objetivo é simplesmente convencer pessoas a baixar um programa malicioso!". O mais interessante é que não notei nenhum erro grotesco de português no texto da mensagem.

Bom, o primeiro passo já conseguiram. Capaz de quem for mais desatento descuidado nem perceber o real objetivo do e-mail. Camuflagem checked.

Em seguida fui checar para onde os links contidos apontavam.
Veja abaixo os dois:

http://www.eleicao2008.org/servicos_eleitor.consultaTitulo.php

http://www.eleicao2008.org/servicos_eleitor.consultaTitulo.php?como-perceber-fraude-na-urna-eletronica

Wow! Incrível! Registraram um domínio somente pra URL dos links ficar com cara de "site real" e mais pessoas descuidadas clicarem, imbuídas da curiosidade de saber "como perceber uma urna fraudulenta". Conhecer uma urna fraudulenta é a primeira coisa que devemos saber para depois conhecer um email fraudulento! Até aqui, pela sagacidade de quem registrou os domínios, está de parabéns. Camuflagem Extended Level checked.

Como de praxe, ao clicar em qualquer um dos links, o navegador informa a requisição de baixar um arquivo "tribunalsuperioreleitoral.scr". Poxa, que legal! O TSE disponibiliza um protetor de tela para download! =D

/ironia off

Se ninguém notar algo de estranho nesse "download", o investimento que fizeram para registrar o domínio e, provavelmente, pagar um servidor de hospedagem, tenha valido a pena.

Ah, por falar em domínio, também chequei os dados de registro do mesmo. Como essa informação é pública para qualquer um(só dar um "whois eleicoes2008.org" no terminal, ou em algum site que ofereça o serviço), vou postá-los aqui. Veja os dados principais abaixo:

Domain Name:ELEICAO2008.ORG
Created On:04-Oct-2008 13:02:44 UTC (O "TSE" registrou o domínio no sábado as 9h da manhã sendo que a eleição era domingo... tsc tsc, que irresponsabilidade)
Last Updated On:04-Oct-2008 13:02:46 UTC
Expiration Date:04-Oct-2009 13:02:44 UTC


O nome de quem solicitou o registro é de um tal de Edson. Pode não ter sido ele quem fez isso. Pode ter sido algum laranja ou alguma informação criada a esmo para os donos originais não serem rastreados.

Registrant Name:EDSON MANDELLI STUMPS
Registrant Organization:iG Empresas
Registrant Street1:CAP ACACIO PEDROSO, 187
Registrant Street2:
Registrant Street3:
Registrant City:FOZ DO IGUACU
Registrant State/Province:PR
(...)
Registrant Email:a96152079934@ig.com.br
(Email suspeito. Reforça a tese de dados falsos)
A seguir, vemos que os servidores DNS são do IG Empresas.
Name Server:NS1.IGEMPRESAS.NET
Name Server:NS2.IGEMPRESAS.NET
Ou os responsáveis invadiram algum site já hospedado no IG e estão utilizando a conta roubada ou estão pagando para pularem o trabalho da invasão e usufruir de seu próprio host particular, sem correr o risco do dono vir a descobrir.

Concluindo: o email é falso, mas os criadores são uma equipe de pessoas que se acham espertas o suficiente para enganar tudo e todos, abusando da curiosidade alheia. Se você recebeu um email desse tipo, por favor, avise outras pessoas sobre o mesmo. Você pode ter descoberto o verdadeiro objetivo do mesmo, mas outras pessoas estão caindo nessa cilada(né, Bino?).

28 setembro, 2008

Good code / Bad Code


HAHA! A verdade foi dita!

Encontrei no tar -zxvf .com

PS = Desculpem pelos posts com mais imagens do que conteúdo galera. Pensei que esse semestre ia ser mais tranquilo, mas meus professores estão puxando na matéria. Vejam pelo lado positivo: pelo menos estou atualizando o blog. =Þ

27 setembro, 2008

Sudo me faça um sanduíche!



Sabe quando você vê algo incrível e ridiculamente simples e pensa "Putz, que idéia bacana! Porque eu não tive antes?" ?

Poisé. Você fica se sentindo um inútil tamanha falta de criatividade e sagacidade que poderia lhe transformar em alguém reconhecido mundialmente virtualmente pela sacada.

Passeando pelos sites do OpenDesktop.org encontrei a seguinte aplicação que me fez rir por alguns minutos.

Não ligou o nome a pessoa? Foi baseada em uma das ótimas tirinhas do XKCD.

Se você não conhecia, faça o favor de adicionar em seus favoritos.
Humor geek para geeks, de ótima qualidade.

23 setembro, 2008

Duelo de cavalheiros



Hilário!

Valeu Wedge!

16 setembro, 2008

Investigador forense não leva prova do crime no bolso



Ou não.

Mas que eu adoraria ver a reação das pessoas quando me vissem tirar um dedo cortado do bolso. Sim, um dedo indicador, cortado pela base, com as 3 falanges. No mínimo a reação seria de espanto, no máximo um surto de pânico por concluir que sou um serial killer com estranho gosto por colecionar os indicadores de minhas vítimas.

O fato é que fiquei sabendo que existe um pendrive(valeu Hillo!) exatamente com a forma de um dedo(como descrito acima) onde a base possui um conector USB comum.



Possui tamanho de 1GB, é absolutamente PnP e "trocável-quente"(não achei tradução melhor pra "hot swappable", se alguém souber, avise nos comentários, grato).

Só tome cuidado pra não esquecê-lo em lan houses ou cafeterias que você frequenta. Quem não é geek, pode achar que se trata de um dedo real e acabar chamando o CSI a polícia mesmo.

11 setembro, 2008

O fim do mundo está próximo

Ligaram o LHC.

Depois de toda a agitação em torno do acelerador, a entrada de mais uma concorrente para o Darwin Awards e a imprensa botar lenha da fogueira pra conseguir mais exposição, não aconteceu realmente nada.

Os choques de partículas só vão ser feitos a partir de outubro e para os ignorantes em ciência, é completamente seguro. Como o Kentaro disse nesse post, se não fossem os aceleradores de partículas, você não estaria lendo esse texto, não conseguiria ouvir e ver seus CDs/DVDs, entre outras coisas da tecnologia moderna.

Até o post anterior que eu fiz foi pra entrar na brincadeira.
Mas depois dessa imagem que encontrei hoje, estou começando a ficar mais preocupado.

GMan at LHC

09 setembro, 2008

Prepare for unforeseen consequences...



Galera...
Foi muito bom escrever pra vocês...

Mãe, pai, amo vocês.
Colegas da facul, foi legal ter conhecido vocês.

Antes de tudo, quero pedir que todos vocês a meia dúzia que lê este blog, sejam fortes. Se preparem para conseqüências nunca antes vistas...

Amanhã, 10/09/08 o CERN ativa o Large Hadron Collider.

O maior acelerador de partículas construído pelo homem entrará em operação para provar a existência do "Boson de Higgs": uma partícula até então teórica, idealizada para explicar a origem da massa das outras partículas elementares da matéria.

Servirá também para provar a existência de buracos negros e simular sua criação e comportamento. Ou seja: O LHC servirá para produzir buracos negros! Como os cientistas que o projetaram tem total mérito e crédito por seus feitos, é muito pouco provável que algo saia do controle.



Ou não.


03 setembro, 2008

190 km/h em um fusca(não é possível, isso é fake)

Um americano de 27 anos foi preso no Colorado após ter sido flagrado a cerca de 190 km/h(!!!) em uma rodovia interestadual. Detalhe: o motorista estava dirigindo um Fusca antigo.

O policial conta que pretendia, inicialmente, apenas multar o condutor(HAHAHAHAHA). O motorista, no entanto, se recusou a parar após receber ordens, o que obrigou o policial a persegui-lo(correto, a viatura também era um fusca tunado e o policial por se sentir humilhado resolveu participar do racha também).

O Fusca foi encontrado abandonado, destruído(ORLY?), em uma rampa de acesso. Alguns minutos depois, o policial localizou o suspeito, acompanhado de outro homem, em um estacionamento. O motorista e o passageiro foram levados para um hospital, examinados, e seguiram direto para a delegacia após receberem alta.

O motorista foi detido sob acusação de dirigir alcoolizado, direção perigosa, abandono de veículo e desacato (esqueceram o delito de velocidade acima do limite permitido).

Fonte: G1

Ainda acho que eram o Michael J. Fox e o Christopher Lloyd testando o novo capacitor de fluxo. ;Þ

06 agosto, 2008

Marta Suplicy e Justiça Eleitoral: meu link com o maior prazer!

O Cardoso adora assoprar a farofa dos outros. Mas deixa um pouquinho pra mim assoprar também pow!


Pimentinha também vai bem


Titia Marta anda bem serelepe.
Anda proibindo que joguem merda no ventilador a respeito da integridade de sua pessoa pública. Ela descobriu que o Gilberto Kassab, seu concorrente adversário à eleição da prefeitura de São Paulo, havia linkado no site dele uma página da Associação dos Magistrados Brasileiros que lista o nome dos candidatos que estão respondendo processos na Justiça.

Aí como a imagem é mais valorizada em votos do que o passado, ela resolveu lançar mão de meios Legais para retirar o link do site do Kassab.

Tsc tsc tsc. O link tão temido por ela, é esse aqui ó.

Resumindo: se ela teve essa atitude de censura contra uma simples informação real, verdadeira, imagina do que ela não é capaz fazer depois que estiver sentada na cadeira do municipal durante 4 anos.

Bom, o Kassab também usou a mesma tática, para que a Marta retirasse do site dela informações "não-relevantes", além de fazer o mesmo pedido para o site do Alckmin.

Bom, abram os guarda-chuvas. O festival de merda no ventilador está só começando.

04 agosto, 2008

Talento e criatividade de um geek

Estava procurando um skin pra usar em meu Winamp/XMMS e encontro isso:



Nota Dez pela criatividade Mashe Masehs Mashesna você autor do skin que conseguiu condensar vários conceitos de cálculo nos respectivos botões de função do player!

Se não fosse pelo nome, juraria que era brasileiro.

30 julho, 2008

Minhas impressões sobre o Cuil, concorrente do Google


Bom, muito estardalhaço se fez sobre o lançamento do Cuil(pronuncia-se C*L :Þ ), um motor de busca desenvolvido por ex-funcionários do Google.

Em todas as reportagens, existe aquele marketing de "o meu é melhor que o seu, por causa disso e daquilo". Mas essa propaganda toda não interessa.

Pessoas comuns, usam aquilo que supre suas necessidades, ou oferecem algo a mais que necessitam. Essa premissa é ainda mais válida para Geeks. Se oferece algo que eu preciso e o outro não faz, ótimo! Dentro(e também fora) do universo da internets o que vai fazer diferença é a boa e velha propaganda boca a boca.

Fulano gostou, vai lá, e recomenda pra Siclano, que também gostou, e recomenda pra Beltrano. E, por isso, aqui venho postar minhas opiniões a respeito do motor de busca que tem saco roxo pra tentar concorrer com o oráculo Google.

O primeiro "choque" que você toma é visual: ao entrar no Cuil, você se depara com uma página negra.
Ela contém uma caixa de texto, um botão "Pesquisar" e alguns links, a respeito do Cuil. Enfim, vamos lá.
Minha primeira busca foi "google". Tive um resultado de 516 milhões e lá vai pedrinhas de referências.



"Sabe como é, sem ressentimentos"

A forma como o Cuil retorna os links é bem interessante: em blocos. Na primeira linha, o título da página, logo abaixo um texo-não-tão-curto contido da página e logo em baixo o endereço. Até aqui, google-like. A diferença é que para cada bloco desse, existe uma pequena imagem, como se fosse um "ícone", para ilustração. Isso é novidade pra mim e é bem interessante ao meu ver.


Categorias pra filtrar a busca

No canto superior direito, temos um agrupamento de resultados por categorias. Todo feito em Ajax. Ocupa o mesmo espaço de um "resultado", é menos específico, mas a densidade de links é maior. As vezes, o resultado que você procura já está nesse grupo de categorias, poupando tempo para acha-lo. Ponto pro Cuil.

O design da página é totalmente feito em Ajax, que é a vedete do momento. Animações, carrega resultados sem atualizar a página atual, etc. Marketing? Talvez. Utilidade? A maioria é somente "eyecandy". Máquinas antigas com navegadores não tão modernos podem ter alguns problemas de exibição. Seria útil uma opção pra "desligar" os efeitos eyecandy e deixar somente aquilo que realmente é útil e melhora a navegação.

Hm... Dicas =)

Digitando palavras na caixa de pesquisa, abre-se um menu onde o próprio sistema lhe dá "opiniões" pra facilitar e melhorar sua busca. Esse recurso é interessante e bem útil. Ponto pro Cuil.

Há ainda a opção de habilitar ou não o "Safe Search"(pra impedir a exibição de conteúdos NSFW) e alterar a exibição dos resultados em 2 ou 3 colunas, melhorando a visualização pra resoluções menores.

Como o serviço ainda é novo, há muitos poucos resultados para páginas e sites no Brasil, mas creio que isso não seja um problema e em breve seja resolvido.

Ao meu ver, o Cuil tem um potencial bom, apesar de ainda possuir um conteúdo meio "raso", comparado com o Google. Há alguns problemas de estabilidade, também, e algumas pesquisas retornam resultados não esperados. No total, o mecanismo é promissor, se conseguir superar seus problemas e ser mais relevante que o Google para quem quer achar uma agulha no palheiro da rede.

Experimente você também o Cuil e tire suas próprias conclusões.
Mas não esqueça:



o Google também já foi n00b. ;)

28 julho, 2008

Abuso de Autoridade

Quem nunca aqui passou aperto por qualquer tipo de abuso de autoridade?
Uma pessoa que detém qualquer tipo de poder precisa ter muita sabedoria e discernimento para usar tamanha responsabilidade de forma justa. O problema é que nem sempre isso acontece.

Policiais, políticos, médicos(porque não?), advogados, juízes, emissoras de televisão, jornais, todos podem abusar de sua autoridade e se tornar autoritários, mesquinhos, gananciosos. As vezes, nem sempre podemos nos defender ou nos poupar de tamanha falta de respeito.

Por isso que quando vi o vídeo a baixo me senti, de certa forma, vingado.



Queria eu ter uma arma anti-gravidade para momentos semelhantes! :Þ

Via Kotaku

27 julho, 2008

Eu não morri!



3 meses!
Nossa!
Ainda tem alguém que lê isso?

Se tiver, peço mil perdões. Sério.
Esse final de semestre foi fogo: provas, trabalhos, prazos longos, complexidades altas, criatividade zero. Tempo livre? Tinha, mas tinha muito pouco. E esse muito pouco, usava pra fazer outras coisas indispensáveis a minha insignificânte existência: comer, tomar banho e dormir. O blog ficou na última lista de prioridades.

Não que eu perdi a vontade de escrever, de forma alguma, mas é que faltou tempo. Além do maldito bloquinho de anotações que ainda não providenciei. Paciência.

E pior não foi isso: tive praticamente uma semana de férias feriado! Sim, já estou de aula denovo!
Mas apartir dessa semana, postes(sim) novos com conteúdo.
(Sendo sincero: só não escrevo algo que preste hoje porque reeeealmente estou com a cabeça fraca.)

Bom é isso, pessoas.
[]s!

18 abril, 2008

Caderno de idéias



Durante essas últimas semanas o blog andou meio parado, eu sei. Mas é que agora que as aulas realmente começaram, estou tendo pouco tempo de pensar em pensar pra escrever algo para o blog. O problema não é realmente esse, mas vou tentar explicar.

Ficando quase que a totalidade do meu produtivo dia na faculdade(e desenvolvendo um raro tipo de catalepsia desencadeada por aulas nas quais a voz do mestre é mais eficiente que as mais clássicas canções de ninar), acabo por não ter os momentos de insight onde meu lado pseudo-redator mais obscuro toma consciência e escreve as abobrinhas você está lendo agora.

E durante o meu translado entre minha moradia e o núcleo de cultura e inteligência onde estudo, vejo coisas que nenhum ser humano normal teria capacidade de enxergar(bom, pelo menos não tendo a minha cabeça). Na hora tenho a descarga elétrica neuronal que diz: BOM ASSUNTO PARA UM POST. Na hora, eu concordo comigo mesmo. Mas depois que vou pra aula e tenho um surto cataléptico(existe isso?), me esqueço do que vi e perco mais um post pro blog.

Estou pensando em comprar um caderninho de bolso pra levar comigo onde for e anotar cada evento desses que dariam um post interessante(ou não). Não, não tenho memória fraca, é cabeça ocupada mesmo. E o primeiro que falar que "caderninho é coisa de velho", apanha.

04 março, 2008

Por uma mídia mais imparcial e justa

23 fevereiro, 2008

Você é bom de matemática?




Isso está certo ou errado? :)
Fonte: Digg

06 fevereiro, 2008

:D



Achei no Digg

02 fevereiro, 2008

Você é um pseudo-intelectual? "Com cerrrteza"



Chega. Não aguento mais.
Esse post é um desabafo de alguém que não aguenta mais ver tanta idiotisse, incultura e falta de personalidade em entrevistas na televisão.

Não dá mais pra suportar assistir qualquer tipo de programa que tenha algum tipo de entrevista cheia de perguntas retóricas onde, na melhor oportunidade de resposta, o entrevistado solta a pérola "Com cerrrteza". Argggh!

Em todo lugar, todo mundo está usando esse "jargão" a torto e a direito, sem ao menos pensar. E o pior de tudo: elas acham que falando "com certeza", estão demonstrando uma intelectualidade que não possuem, que falam bonito "segundo as normas da nossa língua portuguesa" -- Pasquale, perdoe-os, eles não sabem o que falam.

Depois de tentar entender de onde veio o uso tão massivo dessa expressão, lembrei que os culpados são os fracassados amados humoristas do Casseta e Planeta. Não lembro quais os personagens, mas lembro que TODO PROGRAMA eles apareciam pra ficar só falando "com certeza" e "fala sério".

Eles conseguiram transformar duas expressões de uso corriqueiro, com certo tom formal, em duas gírias vagabundas. Mas a "fala sério" caiu em desuso mais rapidamente. Pra qualquer resposta de qualquer pergunta retórica em uma entrevista, 95% das pessoas falam "com cerrrrteza", mostrando um semblante de puro orgulho-próprio por falar "chique".

Pombas! Será que não percebem que isso é pura falta de personalidade? Usar uma expressão que de tanto ser repetida já causa enjôos aos ouvidos? É incrível ver como a maioria da população desse país se deixa ser influenciada pela televisão. Tudo bem que na época era legal falar essas expressões, mas essa época já terminou! E faz tempo!

Eu ainda prefiro usar a expressão equivalente para dizer a mesma coisa. De todas as entrevistas que vi até hoje, somente umas 2 ou 3 pessoas disseram "sem dúvida". Se um dia eu for entrevistado, direi "sem dúvida", ao invés da popular "com certeza".

Isto é, até o dia que ela não virar moda.

28 janeiro, 2008

Curiosidades imbecis, comentários cretinos: o retorno

Depois do primeiro post que eu comentei sobre as curiosidades mostradas pela Wikipédia, achei mais algumas pérolas hoje. Vamos la:

Você sabia que:

  • "Existem apenas 12 letras no alfabeto havaiano?"
A gramática deve ser muuuuito mais simples. Deve ser por isso que lá tem tantos surfistas.

  • "O governo de Nepal declarou oficialmente, em 1961, que o Yeti existe?"
"Yo no creo em las brujas, pero que las hay, hay."

  • "Na guerra do Vietnã, 58.000 americanos foram mortos entre 1961 e 1975, ou 11,3 por dia de combate?"
Hm. Estou em dúvida, vou checar essa informação com minha professora de estatística.

  • "94% dos objetos enviados pelo homem ao espaço viraram lixo?"
E aqui embaixo na Terra também não viram?

  • "A letra "E" é a que mais se repete nos idiomas espanhol e inglês?"
Pero, la pregunta?

  • "As formigas, quando intoxicadas, sempre caem para o lado direito?"
Isso quando é com coca. Quando é ácido, elas tentam entrar dentro do auto-falante.

  • "A astrônoma Carolyn Shoemaker descobriu sozinha mais de 800 asteróides?"
Eu não teria tamanha paciência. Entretanto, vou mandar um email para ela perguntando porque ela não se tornou "sapateira", ao invés de astrônoma.

(Entenderam? "Shoemaker" - "sapateira"! hãn hãn?)

27 janeiro, 2008

Sem comentários



Depois dizem que os computadores não pensam.

15 janeiro, 2008

Flagrante com direito a carteiro de testemunha

Registrei um flagrante. Sorte que estava com a câmera pra fazer os outros rirem da mesma forma que eu ri. Bom, lá vai.

Todo mundo sabe que parar o carro em uma vaga sem sombra, em pleno sol a pino, é uma atitude insana por parte do motorista. Normalmente isso acontece quando já se está rodando a mais de 10 min procurando uma vaga e para em qualquer uma que conseguir achar. Depois de estacionar, sair, fazer o que tem que fazer, vem a parte mais sofrida: entrar no carro e cozinhar feito um brócolis no vapor.

Por esse motivo as vagas com sombra são mais disputadas que vaga de medicina no vestibular. Com um agravante: ela é de quem chegar primeiro. Há casos de 5 motoristas gritarem "Aquela vaga é minha!" e 10 segundos depois termos uma bela escultura de ferro retorcido sobre a calçada.

Mas nada se compara a um cara que, por 1 metro de pura burrisse, ganhou uma multa(bem justa, por sinal). Analise a foto abaixo(clique para ampliar):




O indivíduo pára no meio da calçada só pra pegar a sombra da árvore. Chegam os guardinhas da Ciptran, descem, e aplicam a multa. Uma multa por pura preguiça de colocar o carro 1 metro a frente, no recuo de estacionamento da própria loja, liberando a calçada. Ficaram no lenga-lenga uns 10 min. Com direito até a "testemunha".



Até to imaginando o diálogo:

__ Então seu oficial, eu parei o carro aqui mas foi só por 5 min, enquanto eu ia pegar um documento la dentro!
__ É? Mas isso não justifica. Chama aquele carteiro ali...
__ Pois não?
__ O sr. passou por aqui antes? Sabe dizer se esse carro estava aqui?
__ Já deixei as cartas nesses 5 quarteiroes... quando passei faz uns 45min, o carro ja tava sim...


10 janeiro, 2008

Tenha sempre backup

Escrevi um post lindo, grande, cheio de humor.
E perdi tudo por uma CAGADA(desculpe o baixo calão, leitor, mas eu estou terrivelmente irritado). Resolveu dar pau no meu editor de blogs sem eu ter salvado o post. E isso justamente quando eu cliquei em "Publicar".

Ah, to sem paciência pra escrever denovo.
Amanhã eu reescrevo tudo.

08 janeiro, 2008

GVT e Virtua: Traffic Shapping na mira



A FCC está iniciando uma comissão nos Estados Unidos contra a provedora de banda larga Comcast. Motivo? Traffic Shapping. Segundo o Slashdot, essa comissão foi iniciada devido a pedidos de um grupo de clientes da Comcast, pois se sentiram(com todo o respeito) enganados pela empresa que tinha limitação contra o uso da banda para conexões P2P, mais exatamente o Torrent.

Eles pediram US$ 195.000,00 de indenização para cada consumidor lesado por essa atitude cada vez mais comum nas empresas/telecoms que disponibilizam acesso em banda larga. Aqui no Brasil, quem pratica essa limitação são a GVT e a Net. Foi publicado no youtube há um tempo atrás um vídeo que prova o traffic shapping (limitação de banda).

Mas os brasileiros não tem educação política e não sabem que a união gera a força. Se todos os usuários que se sentiram lesados por essa prática se unissem e entrassem na justiça pedindo para a Anatel checar essa história, garanto que ainda existisse essa prática por parte da GVT e Net. Mas como todo brasileiro tem bom humor, preferem sacanear a GVT e a Net ao invés de cobrar seus direitos(e, principalmente, recuperar o dinheiro que jogaram no lixo).

Fonte: Slashdot

07 janeiro, 2008

Osama pode ser louco, mas não burro!



Morte a todos os que duvidavam do poder da internet!
(hm, não, não sou um radical xiita pronto pra estourar um grupo de pessoas não-geeks)

A Al Qaeda disponibilizou os vídeos do Osama e do amiguinho dele para download pelo celular! Existe forma melhor de difundir o conhecimento do oriente médio xiita e ganhar novos adeptos pra sua causa? (Tio Sam que me perdoe, mas essa falsa confiança não vale muita coisa hoje em dia)

Eu acho isso válido. Não para ser padrinho de novos homens-bomba, mas porque a internet é o canal mais democrático e livre já criado pelo homem. E não vai demorar muito para que os governantes percebam isso. Aliás, já perceberam.

A filosofia da liberdade

A humanidade seria muito melhor se todos soubessem a forma certa de interagir entre si. Se soubesse que apenas com conceitos simples, baseados firmemente no respeito mútuo, haveria uma sociedade com menos problemas, menos delinqüência e mais qualidade de vida(sim Ruth Lemos, você estava certa(mas não pelo sanduíche-íche)).

O Hillo me mandou o vídeo abaixo e eu gostei muito. Peço para que vejam e reflitam se não tem lógica as idéias. Ter uma sociedade que siga 100% o que esse vídeo diz, é utópico, eu sei, mas não custa nada sonhar(frase clichê, eu sei, mas ficou bonita pra fechar o post).

03 janeiro, 2008

Profissionais web estão com mania de grandeza




Faz pouco tempo que a web realmente ganhou "asas" e cresceu em ritmo exponencial ao quadrado(alguem plote uma função dessa em um gráfico pra ter uma noção mais concreta do que estou falando).

Lá no século passado, pelos idos de 1997 aproximadamente, eram o céu, o ar, a terra(meus antepassados conheciam como sinônimo de "chão", e não o portal), a água, o Geocities e o Yahoo. Milhares de páginas pessoais criadas com o FrontPage penduradas em diversos servidores internacionais que criavam url's gigantescas do tipo "www.geocities.com/hollywood/4083/lambda". Todas no melhor estilo psicodélico, cheias de gifs animados, um fundo preenchido por um gif que fica mudando de cor toda hora e os hilários avôs de octagésimo nono grau do ajax: os marquees!

Bons tempos onde os sites mais organizados e estruturados visualmente eram de grandes empresas ou do governo. A internet evoluiu ao que é hoje com o melhor uso das tecnologias Ajax, Flash, Shockwave, Streaming. Chegamos ao ponto da web 2.0 onde tudo é perfeito. Perfeito em termos.

Para usar a maioria dessas tecnologias, é indubtável que você tenha uma conexão de banda larga. Assistir um video do Youtube em 56k? Suicídio. Tentar entrar em algum webmail que seja 100% Ajax, como o Gmail ou o Yahoo Mail? Este é o verdadeiro teste de paciência.

Utilizo banda larga há alguns anos. Na época, ADSL de 256/128kbits era a conexão mais fantástica que havia. Hoje em dia já existem até tecnologias ADSL de 10Mbits. Fora de casa nessas férias, usei a ultrapassada retrógada lenta conexão 56k. Que sufoco pra conseguir ler notícias da Folha. Que demora pra entrar no Gmail. Senti o impacto da "Web 2.0" no meu relógio.

As páginas estão entupidas de tantos recursos de JavaScript, animações em Flash, imagens JPEG, que a impressão que dá, é que a conexão "entope" e pára. Nenhum profissional da web parou pra ver que ainda a maioria das conexões são de 56k. Se não se adequarem e produzirem versões mais leves para seus serviços da web(como o Google, com a versão html do Gmail), perderão uma boa fatia do mercado.

Agora eu senti na pele o que é acessar a internet em uma conexão lenta. Vou pensar nisso na próxima vez que for criar sites e serviços web. E o que me deixa mais feliz, é que meu blog abriu rápido. :)

Desafio de blogueiros e blogueiras



Fazer posts curtos ou longos? Que falem de coisas interessantes de uma forma rápida, apenas para difundir informação, ou de posts que sejam tão elaborados para criar opinião e gerar conteúdo exclusivo?

Eu diria que nem 8 nem 80. Posts curtos para propagar informação não fixam o leitor no seu blog, da mesma forma que posts muito longos são um martírio para quem não tem paciência/tempo para ler. E posts só com assuntos técnicos fica artificial demais, já que existem vários sites especializados nisso pela web.

O negócio é ser autêntico. Escrever sobre os assuntos que lhe forem interessantes, estando com vontade e escrever um livro inteiro em um post ou apenas uma notinha, o essencial não pode faltar: gerar conteúdo.

01 janeiro, 2008

Big Brother Brasil 8 começa semana que vem



Mais uma edição do mais idiota estúpido visto programa da televisão brasileira se prepara para transformar a maioria dos brasileiros em zumbis na frente da televisão. Pessoas interessadas em ver pessoas... viverem. Um país inteiro irá parar depois do Jornal Nacional para ver... pessoas conviverem, brigarem, serem falsas, se relacionar amorosamente, etc.

A questão é que... EU VEJO ISSO TUDO NO DIA A DIA! Pessoas convivem em minha casa/serviço/faculdade, brigam casa/serviço/faculdade, são falsas(serviço principalmente), se relacionam amorosamente(faculdade principalmente), e por aí vai. Que graça tem ver uma dúzia de pré-pseudo-famosos fazerem a mesma coisa trancafiados em uma casa por três meses?

Se fosse a primeira vez que passasse esse reality show no Brasil, tudo bem, era novidade. A segunda vez, ainda daria pra relevar, pois não deu pra enjoar da fórmula. Mas apartir da terceira, sinto muito, só assiste mesmo quem não tem mais nada pra fazer na vida. Talvez só valha a pena pra quem participa, pelo dinheiro no final. As vezes nem isso: saem a maioria da casa pra ficarem trancafiados em um hotel no Rio de Janeiro, se fazendo de "estrelas", esperando o "jogo" acabar. Como diria um antigo ditado: "Sairam da merda pra cair na bosta".

Os homens dirão: ah, mas pelo menos, as mulheres são gostosas e vão sair na playboy quando acabar o "show da realidade". Pode até ser. Mas é uma forma de se manter na mídia usando a bunda, tendo a cabeça vazia. Opinião clichê? Pode até ser, mas é a mais pura realidade. Terão a intimidade invadida duas vezes: quando tiverem mostrando seu dia a dia na televisão e quando abrirem as pernas pro fotógrafo. Depois disso, serão esquecidas como qualquer produto descartável.

Além de tudo, a maioria dos brasileiros nem sabe o porque do nome "Big Brother". Se usassem um pouco a cabeça, a internet e os computadores que todos compraram usando as facilidades do governo para a inclusão digital -- entretanto todos usam a tecnologia somente para ver Orkut, MSN e postar fotos em flogs, mas isso é assunto pra outro post -- veriam que a denominação "Big Brother" foi copiada retirada do nome de um personagem do livro "1984" de George Orwell.

Existem tantas formas de reality show diferentes, mais divertidas e, ao mesmo tempo, instrutivas, como a realizada com o Rafinha Bastos pela Kibon, em uma forma de promoção para seu novo sorvete*(é viral, sim, eu sei, mas é muito criativa e eu realmente recomendo). Porém, a Globo continua batendo na mesma tecla do BBB. Seria porque é um investimento muito barato e dá muito retorno, neste tempo de vacas magras que a emissora passa, ou seria somente por que o brasileiro geral gosta de virar zumbi na frente da tv?

Sinceramente, não sei.

* - Este não é um post patrocinado. Informação pela transparência e respeito ao leitor.