23 fevereiro, 2008

Você é bom de matemática?




Isso está certo ou errado? :)
Fonte: Digg

06 fevereiro, 2008

:D



Achei no Digg

02 fevereiro, 2008

Você é um pseudo-intelectual? "Com cerrrteza"



Chega. Não aguento mais.
Esse post é um desabafo de alguém que não aguenta mais ver tanta idiotisse, incultura e falta de personalidade em entrevistas na televisão.

Não dá mais pra suportar assistir qualquer tipo de programa que tenha algum tipo de entrevista cheia de perguntas retóricas onde, na melhor oportunidade de resposta, o entrevistado solta a pérola "Com cerrrteza". Argggh!

Em todo lugar, todo mundo está usando esse "jargão" a torto e a direito, sem ao menos pensar. E o pior de tudo: elas acham que falando "com certeza", estão demonstrando uma intelectualidade que não possuem, que falam bonito "segundo as normas da nossa língua portuguesa" -- Pasquale, perdoe-os, eles não sabem o que falam.

Depois de tentar entender de onde veio o uso tão massivo dessa expressão, lembrei que os culpados são os fracassados amados humoristas do Casseta e Planeta. Não lembro quais os personagens, mas lembro que TODO PROGRAMA eles apareciam pra ficar só falando "com certeza" e "fala sério".

Eles conseguiram transformar duas expressões de uso corriqueiro, com certo tom formal, em duas gírias vagabundas. Mas a "fala sério" caiu em desuso mais rapidamente. Pra qualquer resposta de qualquer pergunta retórica em uma entrevista, 95% das pessoas falam "com cerrrrteza", mostrando um semblante de puro orgulho-próprio por falar "chique".

Pombas! Será que não percebem que isso é pura falta de personalidade? Usar uma expressão que de tanto ser repetida já causa enjôos aos ouvidos? É incrível ver como a maioria da população desse país se deixa ser influenciada pela televisão. Tudo bem que na época era legal falar essas expressões, mas essa época já terminou! E faz tempo!

Eu ainda prefiro usar a expressão equivalente para dizer a mesma coisa. De todas as entrevistas que vi até hoje, somente umas 2 ou 3 pessoas disseram "sem dúvida". Se um dia eu for entrevistado, direi "sem dúvida", ao invés da popular "com certeza".

Isto é, até o dia que ela não virar moda.